RESPONSABILIDADE NA AÇÃO TECNOCIENTÍFICA: contribuições para uma nova relação entre Ciência, Direito e Ética

  • GISELLE MARIE KREPSKY UNISINOS - Universidade do Vale do Rio dos Sinos. FURB - Fundação Universidade Regional de Blumenau

Resumo

Este artigo apresenta uma análise sobre as implicações das ações tecnocientíficas para a ética e o direito. À luz das abordagens propostas por Hans Jonas e Michael Sandel, bem como de suas leituras contemporâneas, aponta limites e possibilidades da bioética e do biodireito na concretização de uma relação responsável do homem com a ciência. A pesquisa que fomentou este texto objetivou compreender como as ações tecnocientíficas, em especial as potencialmente danosas para o homem e a natureza podem ser condicionadas por um agir eticamente comprometido e devidamente regulado pelo direito de forma mais condizente com a complexidade social atual. Conclui que, devido à gradual complexificação social imposta pela própria vivência humana faz-se necessária uma revisão no conceito de responsabilidade que norteia tanto bioética quanto biodireito. 

##submission.authorBiography##

##submission.authorWithAffiliation##
Doutoranda em Direito (UNISINOS).Especialista em Direito Administrativo. Mestre em Educação (Ensino Jurídico). Pesquisadora do Grupo CNPQ Direitos Fundamentais, Cidadania e Novos Direitos atuando nas linhas; Sistema Jurídico e Produção do Conhecimento e Sustentabilidade Socioambiental, Políticas Públicas Ambientais e de Saúde e Ecocomplexidade, Bioética, Biodireito e Direitos Humanos. Professora Titular do Departamento de Direito da FURB.
Publicado
2016-12-14
Como Citar
KREPSKY, GISELLE MARIE. RESPONSABILIDADE NA AÇÃO TECNOCIENTÍFICA: contribuições para uma nova relação entre Ciência, Direito e Ética. Revista Em tempo, [S.l.], v. 15, p. 149-166, dec. 2016. ISSN 1984-7858. Disponível em: <http://revista.univem.edu.br/emtempo/article/view/1666>. Acesso em: 22 oct. 2017.
Seção
Artigos