ENSINO TECNÓLOGO JURÍDICO E O AGRAVAMENTO DA CRISE DO ENSINO JURÍDICO

  • Karyna Batista Sposato Universidade Federal de Sergipe - UFS
  • João Víctor Pinto Santana Universidade Federal de Sergipe - UFS

Resumo

O presente trabalho, partindo da premissa de que a problemática relacionada à crise do ensino jurídico não é recente, busca discutir a implantação de curso tecnólogo jurídico como reflexo de um agravamento da crise do ensino jurídico brasileiro. Para tanto, sustenta a necessidade de ser reforçada a crítica à dogmática jurídica, com base na compreensão do senso comum teórico dos juristas, com o escopo de potencializar a construção do pensamento crítico do direito. Utilizando-se de pesquisa bibliográfica qualitativa, procurou-se contribuir para uma análise crítica do ensino jurídico, problematizando seus principais impasses e riscos para um verdadeiro colapso. Por fim, propõe-se uma reflexão sobre os desafios a serem enfrentados diante da crise do ensino jurídico brasileiro.


Palavras-chave: Tecnólogo jurídico. Impossibilidade. Agravamento da crise do ensino jurídico.

Biografia do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Professora Adjunta do Departamento de Direito da Universidade Federal de Sergipe (UFS). Doutora em Direito pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Mestre em Direito pela Universidade de São Paulo (USP).

##submission.authorWithAffiliation##

Mestrando em Direito pela Universidade Federal de Sergipe - UFS. Bolsista da Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe – FAPITEC/SE. Pós-graduado em Direito Penal Econômico pela Universidade de Coimbra (Portugal)

Publicado
2019-01-10
Como Citar
SPOSATO, Karyna Batista; PINTO SANTANA, João Víctor. ENSINO TECNÓLOGO JURÍDICO E O AGRAVAMENTO DA CRISE DO ENSINO JURÍDICO. Revista Em Tempo, [S.l.], v. 17, n. 01, p. 320 - 346, jan. 2019. ISSN 1984-7858. Disponível em: <http://revista.univem.edu.br/emtempo/article/view/2652>. Acesso em: 18 jan. 2019. doi: https://doi.org/10.26729/et.v17i01.2652.