LINHAS FUNDAMENTAIS DA CONSTITUIÇÃO CHINESA

  • Norberto Bobbio

Resumo

Norberto Bobbio viajou para a China, entre 24 de setembro e 24 de outubro de 1955, como um membro da delegação cultural italiana convidada para visitar o país, após a proclamação da República Popular da China por Mao Tse-tung (em 01 de outubro de 1949). A delegação era presidida pelo deputado Piero Calamandrei e contava com inúmeros intelectuais italianos, entre literatos, artistas, críticos de arte, psicanalistas, cientistas etc., que registraram posteriormente suas impressões sobre o “novo” país em diversos escritos, entre os quais o presente artigo, em que Bobbio compara a Constituição da República Popular Chinesa (1954) com as constituições das então chamadas “democracias populares” europeias.

##submission.authorBiography##

Norberto Bobbio

Este texto foi publicado originalmente em La Cina d’oggi [A China de hoje], suplemento n. 4, “Il Ponte” [A Ponte], abril 1956. Tradução de Erica Salatini (UFBA). Revisão técnica de Rafael Salatini (Unesp-Marília). Agradecemos ao Instituto Norberto Bobbio pela gentileza da cessão dos direitos de tradução e publicação deste texto.

Publicado
2019-11-30
Como Citar
BOBBIO, Norberto. LINHAS FUNDAMENTAIS DA CONSTITUIÇÃO CHINESA. Revista Em Tempo, [S.l.], v. 18, n. 01, p. 203 - 218, nov. 2019. ISSN 1984-7858. Disponível em: <https://revista.univem.edu.br/emtempo/article/view/3148>. Acesso em: 01 june 2020.
Seção
ARTIGOS PARTE 2 - O PENSAMENTO DO LIBERALISMO E DEMOCRACIA DE NORBERTO BOBBIO