A ATUAÇÃO DO ADVOGADO E SUAS CONSEQUÊNCIAS DIANTE DA TEORIA DA PERDA DE UMA CHANCE

  • Fernanda Previatto Antunes Fatec
  • Fernanda Previatto Antunes

Resumo

O presente trabalho refere-se a um plano de investigação científica, com a utilização da pesquisa bibliográfica acerca da perda de uma chance no processo civil. Pretende-se investigar os erros cometidos pelos advogados no processo, como a perda do prazo processual para a prática de atos processuais, os quais geram a preclusão, podendo causar a extinção do referido processo sem a resolução do mérito. Trata-se da possibilidade de reparação de danos por parte dos clientes em face dos advogados. Caso o processo seja extinto sem a resolução do mérito, por conta do advogado, causando prejuízo ao cliente, o profissional deverá ser responsabilizado.  Dessa forma, surge a perda de uma chance no processo civil, e assim, a possibilidade reparação de danos em face do advogado. Contudo, deverá haver prudência do julgador ao decidir tal questão. O cliente deverá demonstrar que perdeu a possibilidade de alcançar o sucesso no processo, segundo entendimento do STJ. Necessário se faz uma ponderação acerca da probabilidade, a qual imagina-se ser real, que a parte teria de sair vitoriosa no processo. Sendo assim, não será qualquer erro considerado como perda de uma chance processual.

Publicado
2023-08-04
Como Citar
ANTUNES, Fernanda Previatto; ANTUNES, Fernanda Previatto. A ATUAÇÃO DO ADVOGADO E SUAS CONSEQUÊNCIAS DIANTE DA TEORIA DA PERDA DE UMA CHANCE. REGRAD - Revista Eletrônica de Graduação do UNIVEM - ISSN 1984-7866, [S.l.], v. 15, n. 1, p. 36-51, aug. 2023. ISSN 1984-7866. Disponível em: <https://revista.univem.edu.br/REGRAD/article/view/3427>. Acesso em: 01 mar. 2024.