ESTRESSE DOS PROFISSIONAIS DE ENFERMAGEM EM UMA UNIDADE DE URGÊNCIA / STRESS OF THE NURSING PROFESSIONALS IN AN EMERGENCY UNIT

  • Juliana Santos Simões Faculdade de Medicina de Marília
  • Márcia Aparecida Padovan Otani Faculdade de Medicina de Marília
  • Antônio Carlos Siqueira Júnior Faculdade de Medicina de Marília

Resumo

O trabalho ocupa um lugar central na vida das pessoas e por meio dele o homem procura suprir suas necessidades básicas, de auto-estima e realização. Na área hospitalar, os profissionais convivem com situações conflitantes que geram diferentes graus de impacto na vida dos mesmos. O objetivo deste artigo é analisar a percepção dos profissionais de enfermagem que atuam em uma unidade de urgência sobre o estresse ocupacional. Foram realizadas oito entrevistas com profissionais de enfermagem e a análise dos dados seguiu os princípios da Análise de Conteúdo Temática. Foram identificadas quatro categorias analíticas: fatores determinantes do estresse, sentimentos decorrentes do trabalho, estratégias utilizadas para aliviar o estresse e sugestões para minimizar o estresse. Dentre os fatores determinantes destacam-se: alta demanda de pacientes, sobrecarga de trabalho, quadro insuficiente de profissionais de enfermagem, falta de recursos materiais e dificuldades nas relações interpessoais. O trabalho nesta unidade desperta sentimentos diversos como raiva e impotência, satisfação de cuidar, oportunidade de rever valores e aprender com as experiências. As estratégias para lidar com o estresse são individuais e os participantes reforçam a necessidade de maior valorização e capacitação profissional. Conclui-se que o estresse dos profissionais de enfermagem deve ser encarado pelas instituições de saúde como um desafio que necessita de ações estratégicas capazes de minimizá-los. ABSTRACT Work is central to people's lives and through it man looks to meet his basic needs, as well as the needs of self-esteem and achievement. In the hospital area, professionals live with conflicting situations that generate different degrees of impact in their lives. The objective of this paper is to analyze the perception of nurses working in an emergency unit under occupational stress. Eight interviews were conducted with nursing professionals and data analysis followed the principles of thematic content analysis. Four analytical categories were identified: determinants of stress, feelings stemmingfrom work, strategies used to relieve stress, and suggestions to minimize stress. Among the determining factors are: high patient demand, heavy workload, insufficient number of nursing professionals, lack of resources and difficulties in interpersonal relationships. The work in this unit arouses different feelings, from anger and impotence to satisfaction in being able to help to the opportunity to review values and learn from the experiences. Strategies for coping with stress are individual and participants reinforced the need for greater appreciation and professional training. It is concluded that the stress of nursing should be seen by health institutions as a challenge that requires strategic actions in order to minimize them.

Biografia do Autor

##submission.authorWithAffiliation##
Enfermeira. Graduação pela Faculdade de Medicina de Marília. Aluna do Programa Integrado de Residência Multiprofissional em Saúde da Família e comunidade do Centro Universitário Luterano de Palmas
##submission.authorWithAffiliation##
Doutora em Saúde Coletiva. Docente da Faculdade de Medicina de Marília (Famema). Orientadora da pesquisa.
##submission.authorWithAffiliation##
Doutor em Enfermagem Psiquiátrica e Saúde Mental. Docente da Faculdade de Medicina de Marília (Famema). Coordenador do Curso de Enfermagem da Famema. Co-orientador da pesquisa
Publicado
2015-11-23
Como Citar
SIMÕES, Juliana Santos; OTANI, Márcia Aparecida Padovan; SIQUEIRA JÚNIOR, Antônio Carlos. ESTRESSE DOS PROFISSIONAIS DE ENFERMAGEM EM UMA UNIDADE DE URGÊNCIA / STRESS OF THE NURSING PROFESSIONALS IN AN EMERGENCY UNIT. REGRAD - Revista Eletrônica de Graduação do UNIVEM - ISSN 1984-7866, [S.l.], v. 8, n. 1, p. 75-95, nov. 2015. ISSN 1984-7866. Disponível em: <https://revista.univem.edu.br/REGRAD/article/view/862>. Acesso em: 31 july 2021.

Palavras-chave

Esgotamento profissional; Enfermagem; Medicina de emergência / Burnout; Nursing; Emergency Medicine