O ensino do direito e a matriz positivista

  • Samara Tavares Agapto das Neves

Resumo

O curso jurídico foi instalado no Brasil no século XIX. Sua criação, manutenção e controle foram exercidos de forma centralizada durante o Império. Na República houve algumas inovações, mas nada que o transformasse; permaneceu desvinculado da realidade social. Houve um aumento descontrolado do curso no país, que despertou inúmeras preocupações e deu início à criação de Comissões para analisar o problema do ensino jurídico no Brasil. Verificou-se que um dos grandes problemas desse ensino se deve ao fato de seu conhecimento ser meramente informativo, transmitido. Os alunos que dele participam não aprendem a desenvolver um raciocínio que lhes permita interagir com os fatos sociais, tornando-os meros repetidores das leis vigentes.  

Palavras Chaves: Ensino Jurídico, Positivismo, Conhecimento.

##submission.authorBiography##

Samara Tavares Agapto das Neves

Mestranda do Programa de Mestrado em Direito do Centro Universitário Eurípides de Marília ? UNIVEM

Orientadora: Profa. Dra. Norma Sueli Padilha
Publicado
2008-07-14
Como Citar
NEVES, Samara Tavares Agapto das. O ensino do direito e a matriz positivista. Revista Em Tempo, [S.l.], v. 7, n. 7, p. 76 - 89, july 2008. ISSN 1984-7858. Disponível em: <https://revista.univem.edu.br/emtempo/article/view/25>. Acesso em: 25 july 2024. doi: https://doi.org/10.26729/et.v7i7.25.
Seção
Artigos Seção Geral