AS NOVAS TECNOLOGIAS E A INSTABILIDADE DAS RELAÇÕES TRABALHISTAS NO MUNDO GLOBALIZADO

  • José Alberto Antunes de Miranda Universidade La Salle Canoas, Brasil
  • Fernanda Colomby Ortiz Universidade La Salle Canoas, Brasil

Resumo

A revolução tecnológica em curso, centrada nas tecnologias da informação, de base microeletrônica, vem remodelando a base material da sociedade e condicionando alterações importantes nas relações trabalhistas. O avanço tecnológico contribui para o aumento da precarização através da intermediação de mão de obra barata, por aplicativos de celular. O objetivo desse trabalho é analisar as novas tecnologias e seus impactos na instabilidade das relações trabalhistas. Como metodologia de pesquisa, foi adotada a abordagem qualitativa do tipo exploratória a partir da descrição das características de um determinado fenômeno a partir de revisão bibliográfica e documental. Conclui-se que o avanço das novas tecnologias e a instabilidade das relações trabalhistas dificilmente será mitigada, uma vez que representa o avanço econômico e tecnológico, colocando a sociedade na posição desconfortável de estar constantemente usufruindo das benesses advindas de uma posição privilegiada ante a precarização das relações de trabalho. É necessário reconstruir as bases que fomentam o surgimento dessas relações, mas mais do que isso, pensar em soluções para esses trabalhadores já que existe uma perspectiva de que em breve, todos estaremos sujeitos ocupar essas posições.

##submission.authorBiography##

##submission.authorWithAffiliation##

Cursando Mestrado Acadêmico em Direito, com área de concentração em Direito e Sociedade - Positivação da Norma Jurídica, na Universidade La Salle, tendo iniciado o curso em 2018/1. Possui graduação em Direito pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2010/2). Pós-Graduação em Direito do Trabalho e Processo do Trabalho pela Universidade Anhanguera (2014/1). Tem experiência na área jurídica, com ênfase em Direito do Trabalho e Processo do Trabalho, tendo atuado como estagiária do Ministério Público do Trabalho pelo período de 2 (dois) anos (2008 a 2010), Sócia Proprietária do Escritório Dorneles, Ortiz e Piantá, atualmente exerce também a função de Analista - Advogada, na Universidade do Estado do Rio Grande do Sul - UERGS (desde setembro de 2013).

Publicado
2021-08-31
Como Citar
ANTUNES DE MIRANDA, José Alberto; COLOMBY ORTIZ, Fernanda. AS NOVAS TECNOLOGIAS E A INSTABILIDADE DAS RELAÇÕES TRABALHISTAS NO MUNDO GLOBALIZADO. Revista Em Tempo, [S.l.], v. 21, n. 1, p. 83 - 103, aug. 2021. ISSN 1984-7858. Disponível em: <https://revista.univem.edu.br/emtempo/article/view/3231>. Acesso em: 21 sep. 2021. doi: https://doi.org/10.26729/et.v21i1.3231.
Seção
Artigos Seção Geral